Economia

Navio-grua da Nortuna chegou para alavancar produção de atum em aquacultura em S. Vicente

Já está no Porto Grande em São Vicente, o navio-grua Almadraba adquirido pela empresa norueguesa Nortuna SA, que está a instalar um projecto de produção em larga escala de atum em aquacultura em São Vicente. Trata-se de uma embarcação desenvolvida especificamente e com características técnicas próprias para esta actividade industrial, de acordo com informações avançadas ao Mindelinsite pelo presidente da Cabo Verde TrateInvest.

Segundo José Almada Dias, o navio está em Cabo Verde desde o dia 3 de junho e é imprescindível para a actividade da empresa, cujo projecto de aquacultura é desenvolvido essencialmente no mar.

“A empresa tem um laboratório onde acontece a eclosão dos ovos fecundados, mas logo de seguida as larvas são colocadas no mar. Os atuns crescem em grandes jaulas flutuantes colocadas no mar, tendo em conta o seu tamanha. Em Cabo Verde não havia nenhum navio com uma grua com potência necessária para colocar as jaulas, garantir a manutenção, de entre outros. A empresa foi, por isso, obrigada a adquirir este navio com estas características”, explica.

 A chegada da embarcação na ilha de São Vicente, prossegue, coincidiu com o início da montagem dos equipamentos na Praia de Flamengo, onde o projecto está a ser implementado nesta primeira fase, estando prevista a sua expansão para Tarrafal de Monte Trigo em Santo Antão e para São Nicolau numa segunda fase, decorrendo a produção nas águas do Atlântico. “Neste momento decorrem as obras de construção civil: construção do laboratório e instalações em terra. Depois, tendo em conta a chegada recente de vários contentores de materiais, vão avançar com a colocação das jaulas no mar. A empresa teve de adquirir este navio para isso, porque em Cabo Verde não havia nenhuma embarcação com esta capacidade de grua”, assevera.

Para Almada Dias, este navio é de extrema importância não só para a empresa, mas para o país porquanto, de acordo com a empresa, o Estado ou privados podem também usufruir deste equipamento, em caso de necessidade.

“Ainda estão a trabalhar poucas pessoas na empresa, essencialmente, trabalhadores de construção civil. Mas, a partir de julho/agosto, começa a chegar alguns quadros superiores norueguesas para fixar residência em S. Vicente. Depois vão iniciar o recrutamento local, sendo que a expectativa é de que vão criar mais de 400 postos de trabalho.”

O navio Almadraba, diz a Cabo Verde TradeInvest em comunicado, tem uma grua traseira com capacidade para 19 toneladas, que será utilizada, nesta fase, para colocação de jaulas e outros equipamentos no mar, aos quais também garante a manutenção, e para alimentar os peixes em cativeiro e, prevê-se para julho, o arranque do projecto-piloto de criação em aquacultura do atum bluefin. A empresa anuncia, entretanto, a chega, em agosto próximo, de um segundo navio, maior, com outras condições, para a fase de expansão do projeto.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo