Economia
Tendência

Governo vai investir num segundo avião para TACV para travar monopólio nas linhas internacionais 

O Governo vai investir na aquisição de uma segunda aeronave para a TACV para poder travar o monopólio nas linhas internacionais. O anúncio foi feito pelo ministro do Turismo e dos Transportes, que respondia hoje no Parlamento as perguntas dos deputados sobre os transportes aéreos e sobre o turismo. Carlos Santos anunciou ainda a chegada este fim-de-semana do avião alugado a TAAG, depois de pintado e redimensionado para se adaptar a realidade actual do mercado. 

De acordo com o ministro, o sector dos transportes, sobretudo aéreos, passa por um período complicado a nível mundial. Esclareceu ainda que o Governo neste momento não subsidia nenhuma rota interna, mas admitiu se está a estudar esta possibilidade, sobretudo relativamente às linhas deficitárias. “Estamos a fazer um estudo, financiado pelo Banco Mundial, para ver como o Estado poderá lançar um sistema de subsidiação. A par disso, vamos aprovar neste mês o Serviço Mínimo Obrigatório de Serviço Público. Ou seja, o que estamos a querer é robustecer a nossa legislação e ver se temos espaço financeiro para subsidiar as linhas aéreas domésticas, como acontece nos Açores, Madeira e Canárias.” 

Relativamente à TACV, Carlos Santos afirmou que a companhia de bandeira está a passar por um processo de restruturação e redimensionamento para se adaptar a realidade actual do mercado. Este assegurou ainda que, ao mesmo tempo, se está a trabalhar no processo de expansão para novas rotas, nomeadamente para os Estados Unidos, França e Brasil por forma a chegar a diáspora e também ao mercado turístico. A operação para Boston e para o Brasil faz parte dos planos da TACV para os próximos tempos. Estamos a fazer um esforço enorme. O Governo tem estado a injectar dinheiro na companhia aérea de bandeira para poder ligar a TACV com a diáspora”, indicou.

Sobre este particular, o governante garantiu que se está em fase de aquisição de uma segunda aeronave. Enquanto isso, afirmou, o primeiro aparelho da TACV, fruto da parceria com a TAAG, chega ao país este fim-de-semana, pintado e redimensionado para prestar um melhor serviço na rota para Portugal. Paralelamente, disse, o Governo está em contacto com outras empresas, nomeadamente da Costa Ocidental africana – Senegal e Costa do Marfim – para se montar a plataforma aérea do Sal. 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo