Desporto
Tendência

Pandemia adia por um ano passagem da The Ocean Race por Mindelo

A pandemia do novo coronavírus levou a organização da The Ocean Race – a nova identidade da Volvo Ocean Race – a adiar em um ano a edição da regata, que passaria por S. Vicente. A decisão foi divulgada pelo Governo na sua página do facebook, sendo este deixa claro que mantém o compromisso em receber a prova no Mindelo.

A largada, que ocorreria em outubro de 2021 em Alicante, na Espanha, foi transferida para 2022. A mudança levou em conta dois aspectos: a agenda dos atletas, já que a maioria compete nas próximas Olimpíadas também adiadas e a situação económica mundial resultante da pandemia, que dificulta a busca por parceiros e patrocinadores.

As novas datas são outubro de 2022 em Alicante e término no verão de 2023 em Génova, precisamente quando se comemora o 50.º aniversário do jubileu desta corrida. “A mudança para a data de início da próxima edição da corrida mundial segue um processo de planeamento estratégico e consultas com as partes interessadas para determinar o melhor caminho a seguir num cenário desportivo impactado pelo COVID-19”, diz a organização.

Apesar desta alteração, o Governo de Cabo Verde garante que mantém firme o seu compromisso em receber a prova em Cabo Verde, mais precisamente a cidade do Mindelo. Esta decisão aliás já foi comunicado à organização da regata pelo Executivo liderado por Ulisses Correia e Silva.

“Como a primeira cidade anfitriã da África Ocidental, Mindelo permanece firme no seu compromisso de levar a Ocean Race para Cabo Verde em 2022”, refere o Governo, realçando que esta é uma oportunidade sem precedentes para impulsionar o turismo e economias marítimas. Este diz que vai aproveitar este tempo extra para melhorar a infraestrutura, aumentar o patrocínio local e preparar as ilhas para receber o mundo.

A escolha de Cabo Verde para acolher esta regata foi justificada pela localização do país, “com forte tradição marítima” e “grande interesse e progresso em iniciativas de sustentabilidade, o que a torna uma opção natural para a corrida”, disse no ano passado Johan Salén, director da Ocean Race. Os navios que participam nesta regata em 2022-23 vão ficar fundeados em S. Vicente, a ilha que irá acolher uma das etapas da corrida.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar