DesportoEscolha do Editor

Cabo Verde aplica chapa 3 aos Camarões e isola-se no 2º lugar do Grupo F

A Selecção Cabo-verdiana de Futebol tinha de vencer e conseguiu derrotar a poderosa Camarões por 3×1, em jogo a contar para a penúltima jornada do Grupo F de qualificação para o CAN´2021. Antes do jogo, Cabo Verde estava na última posição do grupo com 7 pontos e chega agora a última jornada a depender apenas de si mesma para ir a fase final da competição.

Os golos pelos Tubarões Azúis foram apontados por Ryan Gomes (2) e Guga (1), enquanto que os Camarões reduziu por intermédio de Condé (1). Com esta vitória, Cabo Verde escreve mais uma bonita página na sua história de futebol, ao vencer pela segunda vez consecutiva no Estádio Nacional. O combinado crioulo tem agora um jogo decisivo em Maputo com o Moçambique. Um empate classifica a Selecção Nacional.

Em jogo a contar para quinta e penúltima jornada do Grupo F de qualificação para a CAN’2021, Cabo Verde entrou tímida e a defender. A selecção dos Camarões marcou primeiro, mas os Tubarões Azúis reagiram ainda antes do intervalo e colocaram as garras de fora e derrubaram este gigante de futebol africano. O Ryan bisou e Guga, que vestiu primeira vez para vestir a camisola de Cabo Verde, fechou o marcador..

Foi a primeira vitória de Bubista em jogos oficiais como treinador principal. Em declarações à imprensa logo após o jogo, o Mister afirmou que foi um grande jogo, com um adversário competente. “Os nossos jogadores estão de parabéns por tudo o que fizeram durante o jogo e no estágio. Não é fácil estar a viajar grandes distancias durante esta pandemia, por isso temos de valorizar o empenho dos jogadores”, afirmou, descando o caso de Vozinha que viajou durante três dias para disputar esta partida em C. Verde.

Quanto ao facto de marcar três golos neste jogo, a priori mais difícil pelo palmarés do adversário, este preferiu dizer que estes estes acontecem muitas vezes mesmo sem criar muitas oportunidades, ao contrário das outras partidas onde tiveram mais oportunidades e não conseguiram marcar. “O grupo está cada vez melhor, tanto em termos de jogo como de comprometimento em termos de valores. Há muitas crianças em casa que seguem os nossos jogadores e têm de ser bons exemplos”, acrescentou.

O treinador dos Camarões queixou-se do vento que, a seu ver, não permitiu um jogo com mais qualidade. Disse ainda que a sua equipa não se adaptou, enquanto Cabo Verde tirou proveito do conhecimento do terreno e, por isso, venceu. “Mesmo assim, este jogo permitiu-nos tirar algumas ilações, tendo em conta que foram convocadas pela primeira vez. Isso vai-nos permitir preparar melhor para os próximos jogos”, afirmou António Oliveira, que admitiu, no entanto, que a sua equipa tinha a obrigação de fazer mais.  

Os Camarões, refira-se, já está qualificada enquanto país anfitrião.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo