Cultura
Tendência

Mais de 40 autores com obras expostas na primeira Minifeira do Livro no Consulado-Geral de C. Verde em Roterdão

Obras de mais de quarenta autores cabo-verdianos estarão expostas na primeira edição da Minifeira do Livro organizada pela A rosa de porcelana editora com a curadoria da activista cultural Any Delgado, no Consulado-Geral de Cabo Verde em Roterdão. O evento, que decorre nos dias 10 e 11 de dezembro, vai colocar à disposição da comunidade cabo-verdiana e da lusofonia livros lançados por escritores como Manuel Brito-Semedo, Tchalé Figueira, Vera Duarte, Carlota Alves, José Luís Tavares, António Correia e Silva, e de outros residentes nos Países-Baixos, sobre temas diversos. “Teremos um pouco de tudo, desde livros de história à poesia e romance”, diz Any Delgado.

Segundo esta mentora da página Orgulho Nacional, o objectivo é reduzir a distância da diáspora com o universo literário cabo-verdiano, promover o gosto pela leitura e ajudar também na internacionalização dos autores.

Esta é a primeira vez que a emigrante Any Delgado assume este tipo de desafio, ela que é uma conhecida defensora da cultura das ilhas. Perguntada sobre a sua expectativa, responde que ficará contente com quem aparecer e adquirir uma das obras, cujos preços variam dos 10 aos 35€. Dado este arranque, conta no próximo ano organizar uma feira maior, com mais escritores e títulos, bem como tertúlias e apresentações de livros com a presença dos autores.

O evento decorre nesta quadra festiva com o slogan “Neste Natal, o livro cabo-verdiano é a opção inteligente”.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo