Cultura

Dia Mundial do Teatro: “Os amantes” estreou e é já um sucesso

O Dia Mundial do Teatro, que se celebra este sábado, 27, terá a reposição da peça “Os amantes” do Grupo de Teatro do Centro Cultural Português do Mindelo (GTCCP), que estreou ontem e repete amanhã. Os felizardos-convidados e os que assistiram a estreia ontem na Academia Livre de Artes Integradas do Mindelo (ALAIM) consideram esta nova produção do grupo “mais um sucesso”.

Este é um espetáculo que não deixará ninguém indiferente. O elenco é constituído por Silva Lima, Romilda Silva, Caplan Neves e Nelson Rocha, com encenação e espaço cénico de João Branco. “O ambiente é intimista, a linguagem crua em que os personagens estão em estado de decadência profunda em constante luta contra o tempo e a sua própria imagem.”

“Os amantes” é uma adaptação livre em cabo-verdiano da peça Quartet de Geiner Muller, inspirado no romance de Choderlos de Laclos, “As relações perigosas”. Segundo este dramaturgo, a peça é uma comédia, um jogo sexual que mergulha de forma cínica na luta de classes, apresentando dois personagens ambíguos da aristocracia francesa: Merteuile e Valmont.

A acção dramática oscila entre um salão durante a época da Revolução e um bunker após a 3ª Guerra Mundial”, escreve o autor na primeira obra, o que indicia a sua intemporalidade. Cada actor desdobra-se em quatro ou mais personagens, trocando de identidade e sexo numa brincadeira sem aviso.

As sugestões cénicas são de forte cunho surrealista, com poucas didascálias, o que nos permite uma maior liberdade de criação”, observa, frisando que o espectáculo vive do jogo entre dois universos, já que apesar da peça original ter dois personagens, este tem dois actores e duas atrizes em cena, numa espécie de espelho cénico criado para confundir e baralhar.

Neste regresso do público as salas de espectáculos, a lotação é de 50%. Cumpre-se ainda a higienização das mãos e o uso de máscaras é obrigatório.

Fotos: Queila Fernandes

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo