Atualidade

“Semana da Independência” com apresentação de livros e do documentário “Canhão de Boca”

Arrancam esta quinta-feira as atividades da “Semana da Independência”, promovidas pela Presidência da República para assinalar o 47° aniversário da Independência Nacional, com apresentação de livros e do documentário “Canhão de Boca” e promoção de pesquisas e análises académicas. De acordo com comunicado emitido pelo gabinete do PR, o programa será modesto, mas carregado de simbolismo, tendo em conta o momento particularmente difícil que o país enfrenta.

Durante sete dias, ou seja, até 7 de julho, vão ser realizados debates, apresentação de livros, além da promoção de pesquisa e analises académica com foco no Cabo Verde pós-pós-independência. É assim que amanhã, quinta-feira, às 17h30, a Sala Beijing  recebe a apresentação do livro “Economic Growth and Democracy in Post-Colonial Africa: Cabo Verde, Small States and the Workd Economy”, cuja organização é assinada pelo Doutor Resende dos Santos e conta com a colaboração de Abel Djassi Amado, Crisanto Barros, Djalita Fialho, Roselma Évora e Victor Borges. 

A dimensão feminina da luta armada para a Independência Nacional terá destaque nos dias 4, com uma Conversa Aberta, tendo como oradoras Amélia Araújo, Cristina Gomes, Marina Silva e Maria Querido Teixeira, na Uni-CV na Praia e no Mindelo, tendo como debatedora Angela Coutinho e Moderadora Clementina Furtado. No dia 7, será exibido o documentário “Canhão de Boca”, com a participação de ex-combatentes, líderes associativos, sociedade civil, universitários e diáspora. 

Na tarde do dia 5, a Presidência da República abre as portas para acolher a apresentação da obra completa de um dos expoentes da literatura nacional: “Arnaldo França, Uma obra conversável-poesia e prosas”, seguida de um recital com Lena França, acompanhada por Quim Bettencourt, Elísio Faria, Nicolau Soares, Teté Alhinho e Teresinha Araújo. 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo