Atualidade

Médicos brasileiros trazem experiência em ginecologia ao HBS

Durante mais de uma semana uma equipa formado por quatro médicos brasileiros participam de uma troca de experiências com seu pares do Hospital Baptista de Sousa. Serão dois dias de capacitação teórico e uma semana de prática. Esta partilha de saberes com incidência na área de ginecologista entre médicos dos dois países culmina com algumas cirurgias.

A equipa brasileira é formada por três ginecologistas e um anestesista que dizem ter sido recebidos de braços abertos pelo hospital em Sao Vicente. O coordenador , Paulo Alves explica que esta partilha de conhecimentos tem possibilitado uma aprendizagem para ambos os lados. 

A equipa, informa, trabalha num ambulatório de só cirurgia com pós-graduação e de residência médica. A primeira aula teórica incidiu nas especialidades de cirurgias que estes vão fazer no HBS, nomeadamente a pacientes com prolapso uterino, tratamento de mióma e incontinência urinária.  Nestas cirurgias participam médicos de Cabo Verde e do Brasil.

Para a incontinência urinaria, esteve em foco uma das técnicas te tratamento que seria com uso de laseres. Porém, por ser uma alternativa cara, feita geralmente em hospitais privados, não é um tratamento que se indica como primeira escolha, de acordo com o coordenador da equipa brasileira. Até porque, sublinha, o tratamento ainda estão em teste.

A medicina em geral está sempre em evolução, de acordo com a ginecologista Teresa Martins. Por isso convém ao hospital estar em constante atualização com novas técnicas. “Estas aulas tendem a mostrar aquilo que se fez e que ja não se pratica na medicina, as novas adaptações e as progressões”, acrescenta esta responsável pela maternidade do HBS.

Estes profissionais brasileiros trazem ainda técnicas que não exigem muita tecnologia no tratamento, visto que “as dificuldades no Brasil, na área dos recursos na medicina, são similares com as encontradas em Cabo Verde”.

O medico Celso Alves, que é também o cônsul do Brasil em Sao Vicente, vê com satisfação este intercâmbio, em que, segundo conta,  esta possibilidade nasceu no ano passado.

Ao todo 16 médicos cabo-verdianos participam desta formação, sendo quatro brasileiros e 12 cabo-verdianos. Hoje e amanhã as aulas são teóricas, ministradas na Delegacia de Saúde de Sao Vicente. De 1 a 6 de Abril será feita a vertente pratica com cirurgias no bloco operatório do HBS. 

Sidneia Newton (Estagiária)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. AS GINECOLOGISTAS DO HBS E TODO O SERVIÇO DE MATERNIDADE PRECISAM URGENTEMENTE DE FORMAÇÃO HUMANA, COMO TRATAR AS PACIENTES, POIS ESSAS SENHORAS HÁ MUITO QUE SE DESUMANIZARAM. AS MÉDICAS, ENFERMEIRAS E SERVENTAS DO SERVIÇO DE MATERNIDADE DO HBS SÃO UM GRUPO DE MULHERES MAL EDUCADAS, GROSSEIRAS E AGRESSIVAS TANTO COM AS PACIENTE COMO ENTRE ELAS. É UMA AUTENTICA VIAGEM AO TERROR PARA UMA PARTURIENTE NESSE SERVIÇO. ALGO TRISTE E VERGONHOSO, AINDA MAIS SENDO ELAS MULHERES E MÃES. HAJA HUMANIDADE, HAJA LUZ PARA ESSAS SENHORAS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo