AtualidadeEscolha do Editor

Manifestação de pacientes de diálise na Praia: MS justifica demora da transferência com “complexidade da situação”

“Complexidade da situação clínica”. Este é um dos argumentos utilizados pelo Ministério da Saúde em reação à manifestação dos pacientes em tratamento de diálise na cidade da Praia e que reclamam a transferência para São Vicente. Este garantiu ainda que reuniu com os representes dos manifestantes para inteirar das suas condições e partilhar informações sobre o processo de transferência, que será em breve.

Em comunicado, o Ministério da Saúde esclarece que, pela complexidade da situação clínica dos pacientes renais submetidos a diálise, o processo de transferência exige que sejam acauteladas todas as condições logísticas e de tratamento, em estreita articulação entre os Serviços de Diálise nas duas estruturas de Saúde, no caso do Hospital Dr. Agostinho Neto na Praia para o Dr. Baptista de Sousa em São Vicente.

“Desde que o Serviço de Diálise no Hospital Baptista de Sousa entrou em funcionamento, 22 doentes já forma transferidos do HAN para o hospital em S. Vicente”, diz o Ministério da Saúde, realçando ainda estar a enviar todos os esforços no sentido de serem criadas as condições para a transferência dos restantes pacientes em segurança.

O ministério tranquiliza os doentes, dizendo que neste momento o HBS já está devidamente preparado no tocante a recursos humanos para aumentar o número de sessões diárias e poer finalmente receber mais pacientes.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo