Atualidade
Tendência

Empresa portuguesa vai indemnizar a Cruz Vermelha de Cabo Verde em 362 mil euros

A empresa portuguesa IDW vai indemnizar a Cruz Vermelha de Cabo Verde em 362 mil euros por não ter respeitado o contrato para automatização dos jogos sociais, num processo judicial que remonta ao ano 2015. A informação foi avançada à agência Lusa por Arlindo Soares de Carvalho, presidente da Cruz Vermelha, assegurando que a CVCV venceu o litígio com a referida empresa. Segundo essa fonte, a última batalha foi no Supremo Tribunal de Justiça de Portugal, depois chegou à fase de indemnização. Nesta etapa, a Cruz Vermelha foi obrigada a fazer um arresto das contas da IDW, tendo, deste modo, levado o caso à mesa de negociação.

Apesar de o caso remontar a 2009, só em 2015 é que a CVCV levou o processo a tribunal contra essa empresa de consultoria em serviços de informação, como informa a Lusa. Isto pelo incumprimento do contrato para a informatização dos jogos de Totolo e Joker.

A CVCV ganhou o processo no Tribunal de Lisboa, que condenou a IDW a pagar uma indemnização de cerca de 400 mil euros, quando o pedido da CVCV era de 4,7 milhões de euros. Entretanto, as partes chegaram a entendimento há duas semanas para o pagamento de 60 mil contos cabo-verdianos (544 mil euros). Porém, como a CVCV ainda tinha de devolver alguns equipamentos, esse valor foi fixado em 40 milhões de escudos (362 mil euros).

Mostrar mais

Kimze Brito

Jornalista com 30 anos de carreira profissional, fez a sua formação básica na Agência Cabopress (antecessora da Inforpress) e começou efectivamente a trabalhar em Jornalismo no quinzenário Notícias. Foi assessor de imprensa da ex-CTT e da Enapor, integrou a redação do semanário A Semana e concluiu o Curso Superior de Jornalismo na UniCV. Sócio fundador do Mindel Insite, desempenha o cargo de director deste jornal digital desde o seu lançamento. Membro da Associação dos Fotógrafos Cabo-verdianos, leciona cursos de iniciação à fotografia digital e foi professor na UniCV em Laboratório de Fotografia e Fotojornalismo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo