Atualidade

Apresentado hoje no Mindelo 4ª CVOW sob o signo de realizações 

Foi apresentado hoje no Mindelo a 4ª edição do Cabo Verde Ocean Week, uma iniciativa do Governo que aborda a importância dos oceanos para a sustentabilidade do planeta e o impacto que as actividades ligadas ao mar têm na economia do país, identificando áreas de negócios que permitam explorar de forma sustentável os recursos marinhos. Para Ineida Gomes, que preside o certame, o CVOW é hoje uma marca que conquistou respeito internacional, deu visibilidade ao país e chamou a atenção do mundo para as potencialidades e posicionamento geográfica das ilhas. 

“Este ano, para além das iniciativas no combate a poluição por plástico, o voltar-se para o mar e criar acções em torno do oceano, o CVOW terá importantes momentos de intercambio e de troca de experiência, apresentação de projecto, investigação e desenvolvimento em áreas marinhas, literacia oceânica, ciências haliêuticas, aquacultura, economia pesqueira, educação azul, portas logísticas, entre outras”, refere esta responsável, que realça que o CVOW também abraça a educação azul. 

Sobre este particular, Ineida Gomes explica que a Educação Azul consiste em acções de sensibilização nas escolas com crianças do ensino básico sobre a importância dos oceanos e a poluição ambiental, através da formação sobre o tema “Mar de Plástico”.  Trata-se de uma atividade que, afirma, nos últimos três anos tem tido um grande impacto no seio educativo. “Iremos fazer também uma campanha de limpeza em praias em cada ilha no dia 21. Em S. Vicente teremos, no mesmo dia, na praia da Lajinha, um evento denominado Beach Clean UP, uma actividade de caracter lúdico-pedagógico, com um workshop, apanha de lixo na praia e subaquática e uma oficina artística sobre a reciclagem e reutilização de resíduos. A abertura destas actividade será presidida pela Ministro do Mar e pela embaixadora da UE em Cabo Verde.” 

Da programação consta ainda o Ocean Race, uma actividade promovida pelo Gabinete do Primeiro Ministro, há um ano de Cabo Verde receber esta importante regata. “Devido a pandemia, este ano o evento realizar-se-a mais uma vez em formato híbrido, isto é, entre o virtual e o presencial, com limitação de presença e respeitando todas as normas sanitárias. A cerimónia de abertura será presidida pela Presidente da República e do encerramento pelo Primeiro-ministro” pontua. 

Instada sobre os ganhos do CVOW, Ineida sinalizou a criação do Campus do Mar e, dentro deste, do IMAR. Segundo a presidente do Cabo Verde Ocean Week, as duas instituições são embriões gerados dentro do CVOW. Destacou igualmente as parcerias nacionais e internacionais conseguidas por estas instituições e também pela Universidade Técnica do Atlantico e os projectos que estão a ser desenvolvidos. Lembrou ainda que na edição 2020 foi apresentado o projecto Fortuna, que está em andamento na praia de Saragaça, e tantos outros a nível da Educação, entre outros. 

Para este ano, a novidade será um projecto denominado Global 40 e que tem a ver com a regata e um outro do lixo marinho, da iniciativa de um cidadão sueco, que vai mostrar a transformação do lixo encontro nos oceanos e partilhar o know how. Já nos painéis, o evento conta com participação de Portugal, Alemanha Espanha e Canárias.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo