Social
Tendência

Preventiva para suspeito de assassinar e esquartejar a mãe

O Tribunal da Comarca de Porto Novo, Santo Antão, colocou em prisão preventiva um homem de 25 anos suspeito de assassinar, esquartejar e enterrar a própria mãe. Eugénia Brito, de 65 anos, estava desaparecida desde o dia 5 de Outubro. Foi encontrada esta quinta-feira, 8, numa cova coberta com pedras no vale da Ribeira Brava, perto da lixeira municipal de Porto Novo.

A Procuradoria-Geral da Republica diz que foram identificados e detidos dois suspeitos, ambos do sexo masculino, fora de flagrante delito. Submetidos a interrogatório, foi aplicado a um dos arguidos, de 25 anos, filho da vítima,  prisão preventiva por existirem indícios fortes da prática de um crime de homicídio agravado em concurso real efetivo com um crime de atentado contra a integridade de cadáver e um crime de arma.

Ao segundo arguido, também de 25 anos e que mantinha relações de amizade com o filho de Eugénia Brito, foram aplicadas as medidas de coação de apresentação periódica às autoridades e termo de identidade e residência, por existirem indícios fortes da prática de um crime de atentado contra a integridade de cadáver e um crime de arma.

Residente no bairro de Santo Tomé, no Porto Novo, a vítima era funcionaria da Câmara Municipal de Porto Novo e foi sepultada na quinta-feira.

Este crime continua em investigação, em segredo de justiça.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo