Cultura

Cruzeiros do Norte leva desfile campeão para Páscoa no Paul

O grupo Sei Entertainment promove a segunda edição de ‘Seb eh Páscoa ne Paul, de 18 a 21 de Abril, com diversas atividades culturais. Para dar seguimento  ao intercâmbio cultural do ano passado entre São Vicente e Santo Antão, estão em contacto com o grupo vencedor do Carnaval do Mindelo, o Cruzeiros do Norte, para fazer um desfile no Paul.

“Projetamos o evento com o intuito de ter uma forte incidência também em S. Vicente porque na Páscoa é a altura do ano em que se regista grande mobilidade de pessoas entre as duas ilhas” assegura Cledir Gonçalves, um dos jovens está devolver algum dinamismo de outrora ao Paul. 

Além da parte religiosa com a procissão, a programação destaca ainda movimentações culturais, desportivas e recreativas como por exemplo o “quebra de coco”, que é uma actividade pascal que tem caído em desuso. E ainda uma feira tradicional, prova de atletismo com trail ranning demarcado por percursos em caminhos vicinais. Haverá também um desfile com carro alegórico e alas, acompanhado por interpretações musicais do grupo Cordas do Sol e do artista Anisio e sua banda.

O evento está orçado em cinco mil contos e a organização encontra-se em fase de procura por apoios e parceiros. Neste sentido, este conjunto constituído por jovens que querem dinamizar o Concelho do Paul, através da cultura, pede apoio que empresas da ilha e outros com abrangência nacional se juntem ‘a causa parte de um processo de unificar o pais.

Outra novidade, de acordo com Gonçalves, é esta atividade será desenvolvida em harmonia com os principais da sustentabilidade social económico cultural e ambiental. Refira-se que, o Sei Entertainment faz um balanço positivo da primeira edição, que movimentou entre 15 a 20 mil e receitas a volta de 15 mil contos durante a Páscoa no Paul.

Pub.

Este ano querem atrair novos parceiros e mais público, mas têm a noção de que apenas as instalações no Paul não poderão acolher todo este publico, cabendo as pessoas em alternativa, recorrer às localidade vizinhas.

Sidneia Newton

Mostrar mais

Constanca Pina

Formada em jornalismo pela Universidade Federal Fluminense (UFF-RJ). Trabalhou como jornalista no semanário A Semana de 1997 a 2016. Sócia-fundadora do Mindel Insite, desempenha as funções de Chefe de Redaça6o e jornalista/repórter. Paralelamente, leccionou na Universidade Lusófona de Cabo Verde de 2013 a 2020, disciplinas de Jornalismo Económico, Jornalismo Investigativo e Redação Jornalística.

Artigos relacionados

4 Comentários

  1. Caro Hernani não se importa de deixar a razão que escreveu este comentário. Assim compreenderia como facilitaria as tuas declarações. Assim escrevo e peço respostas

  2. Olá Sabrina! Não é preciso conhecer a ideia do Hernani porque há duas hipóteses: ou ele é um mindelense ou um paulense que não enxerga a realidade e não conhece a história, ou ele é um badiu que não aceita quaisquer partilhas e fortalecimento de amizade entre as ilhas do Norte (entre Santo Antão, S.Vicente e S.Nicolau). Nós os outros devemos continuar a caminhada, com a nobreza e o civismo que sempre caracterizou e uniu as populações do Norte, contornando qualquer tipo de areia que queira entrar para emperrar a engrenagem noroestina. Viva o carnaval de S.Vicente em Santo Antão! Viva o S.João de Santo Antão em S.Vicente.

  3. Quem dze q é pessima ideia acho que el deve ter um amdjor… presental la nha G (se bo tel)…… Boa resposta bo dal Sabrina… ess terra é assim ninguém faz porra nenhuma mas quand t parce um pessoa pa faze algum coza pa dinamiza, sempre tem que parce os do contra pa trapalha..
    Se liga mano…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo