CulturaEscolha do Editor
Tendência

Cantora sensação, Soraia Ramos promete estar na Baia das Gatas com energia ligada a 200%

Soraia Ramos, cantora sensação da moderna música cabo-verdiana, promete estar na Baía das Gatas esta sexta-feira com a energia “engatada” a 200 por cento. Na sua estreia neste que é o maior evento musical de Cabo Verde, a jovem desafia os seus fãs a cantarem e dançarem juntos por forma a fazerem desta noite um momento memorável. “É uma honra muito grande estar aqui e prometo que ninguém vai se arrepender de deslocar à Baía para prestigiar meu espetáculo”, garantiu num exclusivo Mindelinsite.  

“É uma honra trazer a minha música para Mindelo-S.Vicente. Estou ansiosa e sinto um friozinho na barriga, normal antes dos shows. Mas estou ansiosa por saber como o público vai reagir, se vai gostar e como vão sentir BKBN (Bu Ka Bali Nada)”, confessa esta artista, apesar de admitir que tem recebido muito feedback das pessoas em relação a esta música que, afirma, foi feita para todas as mulheres. “Muitas mulheres me enviam mensagens agradecendo por lhes representar nesta música. Mas penso que estar aqui e cantar vai ser diferente para melhor”, perspectiva Soraia. 

Por isso, a cantora aproveita para pedir as pessoas que gostam do seu trabalham para estarem presentes no areal da Baia das Gatas para poderem cantar e dançar juntos. “Venham e vamos fazer uma festa bonita. Prometo que ninguém vai se arrepender. Ficar em casa não vai valer a pena. Vai ser uma noite inesquecível”, reforça Soraia Ramos, que espera reverter a história do festival na sexta-feira, normalmente considerada mais “light” e direccionada para um público mais “maduro”.

Por isso sinto-me um pouco pressionada porque quero que seja uma noite agradável para os jovens e os mais adultos porque a nossa música acaba por influenciar as pessoas. É esta a responsabilidade do meu show.”

Sou uma pessoa muito mexida e isso reflete-se na minha música.

Enquanto isso, a única certeza de Soraia é que vai animar os fãs, dar-lhes prazer e razão para curtirem o espetáculo, que promete ser muito dinâmico. “Sou uma pessoa muito mexida e isso reflete-se na minha música. Tento sempre transmitir ao público com a minha música aquilo que sinto. Quando estou no palco me divirto bastante. É bonito cantar e transmitir as pessoas estas sensações”, enfatiza a artista.

Surpreendida com impacto de BKBN

Sobre BKBN, tema que a projectou ainda mais para a ribalta, Soraia Ramos diz ter sido surpreendida com o impacto e aceitação. “Sabia que era uma música boa e que as pessoas iriam gostar, mas não esperava um impacto tão grande. E hoje estou muito feliz. A música foi lançada há cinco meses e tem actualmente mais de 13 milhões de visualizações. Talvez por ser uma música feita para as mulheres, mas também para os homens. A mensagem que quis passar foi no sentido das pessoas se valorizarem mais. Não aceitarem ser o segundo plano. Não se acomodarem em relações tóxicas apenas porque estão juntos há muito tempo, têm filhos, casa, etc. Por maior que seja o amor, se magoa não vale a pena.”

Por maior que seja o amor, se magoa não vale a pena.

Entretanto, apesar de ser uma música para ambos os sexos, Soraia Ramos admite que as mulheres se identificaram mais porque, como ela, muitas outras também já foram traídas. Daí a importância de entenderem que o amor não implica aceitar a traição. “As mulheres têm de se amar mais. No meu caso, sempre fui uma mulher decidida e com autoestima elevada, mas agora ganhei mais ainda. Esta música ajudou-me muito. Começou por ser um desabafo, mas acabou por me ajudar a levantar a cabeça. Sou uma pessoa que não perdoa aqueles que me magoam, principalmente se alertadas a priori. Hoje sou uma pessoa que me amo. Primeiro eu, depois os outros.”

A título pessoal, a artista, que escreve todas as suas músicas baseando-se na sua vivência e de pessoas próximas, faz questão de explicar que existem duas Soraias: uma profissional, focada no seu trabalho – que vive e sente a música, que canta aqui o que vive e tenta transmitir aos seus fãs a sua realidade; a outra Soraia, diz, é uma jovem que gosta de estar com a família e de se divertir. “É mimosa e alegr.” Diz que a música sempre esteve presente na sua visa porque tem um irmão cantor e um tio que foi rapper.

Soraia Ramos é admiradora assumida de Cesária Évora, apesar de nunca a ter conhecido, mas diz espelhar e tentar seguir os passos da diva. “Gostaria de a ter conhecido para ter a sua visão. É uma mulher que fez muito por nós e pela nossa música. Infelizmente ela se foi, mas a sua música vive em cada um dos cabo-verdianos. Vou tentar sempre fazer o trabalho que ela começou da melhor forma, seguindo as suas pegadas. Se conseguir conquistar metade do que ela consegui, já me dou por satisfeita”, pontua. 

Há alguns dias em São Vicente nesta que é a sua segunda visita à ilha, Soraia Ramos diz se sentir muito bem. “A ilha é muito bonita, as pessoas simpáticas e acolhedoras. O tempo está bom e a paisagem é maravilhosa. A nossa terra é, de facto, bonita, e temos de estar orgulhosos dela porque cada cantinho tem o seu brilho”, confessa esta artista, que nasceu em Portugal e visitou Cabo Verde pela primeira vez há relativamente pouco tempo, para participar num espetáculo na cidade da Praia. 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo