AtualidadeEscolha do Editor

DNS garante que paciente que fugiu do HBS não é doente de Covid-19

O Director Nacional da Saúde garantiu em comunicado enviado agora à noite à imprensa que o paciente evacuado do Hospital Agostinho Neto para o Hospital Baptista de Sousa, que fugiu não é um doente de covid-19. Artur Correia fez este esclarecimento após ouvir as direcções destes hospitais.

De acordo com este responsável, o paciente fez testes de covid-19 tanto no HAN, como no HBS, ambos com resultados negativos. Entretanto, admite que devia e deve cumprir um período de quarentena de 14 dias. “Neste momento, o paciente encontra-se a cumprir o seu período de quarentena”, acrescenta. 

Artur Correia aproveitou para apelar aos cidadãos, autoridades e instituições a cumprirem e a fazerem cumprir, com rigor e responsabilidade, as normas e recomendações emanadas pelas autoridades competentes, no sentido de garantir as melhores condutas para a prevenção e controlo da COVID-19, no país.

Mostrar mais

Artigos relacionados

3 Comentários

  1. Que tipo de testes fez? Ao que se sabe foram testes de anticorpos que se sabe só se manifestam alguns dias após infecção e pode dar negativo no início da infecção mesmo se o paciente for infectante. O DGS deverá esclarecer este assunto amanhã na conferência de imprensa .

  2. Precisamos saber, Sr. DNS que teste da Covid-19 o doente que fugiu fez, tanto no HAN como no HBS. É que, como sabe, no HBS não se fazem testes da Covid-19. Os únicos testes que se podem fazer aqui são os de anticorpos que, como sabe muito bem, não servem para diagnosticar a Covid-19. Será que foi o mesmo tipo de “teste de Covid-19” que se faz no HBS, que se fez no HAN?

    A população de São Vicente merece clarificação!

  3. Volta a pedir: Por favor, não ponham a saúde e a vida de todos nós nas mãos de pessoas que podem ser responsáveis ou irresponsáveis! Ainda não há maneira de saber e antemão! Os únicos que devem dar garantia de ser responsáveis são os que têm a nossa saúde nas mãos e não devem facilitar as coisas. Se este doente não teve pelo menos um PCR negativo, ficando, depois em isolamento, ninguém pode afirmar que não tem Covid-19! E não é uma segurança absoluta, mas é o melhor que se pode ter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar