Atualidade

Cabo-verdiana integra plataforma 100oportunidades.pt

A cabo-verdiana Evódia Graça está na lista dos 100 jovens que integram a plataforma 100oportunidades.pt, um projeto liderado pela Global Shapers Community Lisbon que visa desafiar a Comunicação Social a passar os microfones aos jovens, enquanto afirmação de uma vontade geracional em participar no debate público. Com este projecto, dá-se “vez, voz e palco” aos jovens que se dizem cansados de ver as mesmas caras há décadas, na opinião pública portuguesa.

Evódia Graça é a única cabo-verdiana a integrar esta lista, que tem apenas duas africanas. Através da plataforma 100oportunidades.pt, a comunicação social e demais organizadores de debates e eventos, poderão contactar esses jovens especialistas, através da plataforma, de forma a esses poderem dar o seu contributo enquanto jovens especialistas das mais variadas áreas, nos debates públicos. 

“São 100 jovens sub-35, especialistas nas mais variadas áreas, disponíveis para promover uma renovação do debate público e para contribuir com o seu conhecimento que acumularam nos bancos das universidades, na prática profissional ou no activismo e voluntariado! 100 Jovens, 100 oportunidades de pessoas de esquerda e de direita, mas sem vidas partidárias. De homens e de mulheres, das ciências e das artes, de sotaques e gostos e interesses diversos, de imigrantes e de emigrantes”, lê-se num comunicado enviado ao Mindelinsite.

O Projeto 100oportunidades.pt, refira-se, foi lançado na última segunda-feira, 20 de Janeiro, em directo no Programa Prós & Contras da RTP1, evento totalmente dedicado ao projeto. Evódia Graça representou os jovens afro-descendentes em Portugal, colocando ênfase e assertividade na falta de representatividade dos afro-descendentes em Portugal, tendo aproveitado a ocasião para falar do caso do jovem Giovani que abalou a sociedade cabo-verdiana, há umas semanas.

Como é do seu timbre, Evódia foi frontal e questionou: “onde estão os jornalistas, comentadores e apresentadores afrodescendentes, na televisão? Porque é que o caso Giovani só veio à comunicação social depois de uma forte mobilização nas nossas plataformas digitais? Porque é que os jornalistas dão tanto destaque à criminalidade dos afro-descendentes, mas não vão buscar exemplos das suas boas práticas na sociedade, para mostrar esse lado bom? Quadros altamente qualificados, desde médicos, enfermeiros, jornalistas, politólogos, sociólogos, etc.”

Para esta jovem, é um privilégio integrar a área da Igualdade e Inclusão, enquanto Coach Transformacional Especialista em Imagem e Liderança Feminina, mas acima de tudo, acredita que poderá vir a ser uma oportunidade e uma responsabilidade, que espera estar à altura, de forma a representar a comunidade de afro-descendente em Portugal. Num post na sua página profissional, Evódia escreve: “podia ter usado o meu tempo de antena para trazer variadíssimos temas, mas escolhi dedicar-me à temática da representatividade como forma simbólica de homenagear-te Giovani! Desde que sou mãe que não paro de questionar a sociedade onde quero que os meus cresçam! Partiste, mas deixaste um legado que temos de honrar! E eu irei honra-te!!!

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo